A LIÇÃO BRASILEIRA

Uma pequena frase: “Ninguém sabe o que está acontecendo”. Desde o momento em que começaram os protestos na cidade de São Paulo muitos “iluminados”...

A CRISE UCRANIANA: O SENSÍVEL LIMITE ENTRE O SOFT POWER E O HARD...

ROMA – A crise russo-ucraniana produziu um quadro político internacional mais sensível desde os tempos da Guerra Fria, com acções e reacções de ambas...

O ISLAMISMO CONTRA O ISLÃ?

O instrumento fundamentalista "O problema subjacente para o Ocidente não é o fundamentalismo islâmico. É o Islã". Essa frase, que Samuel Huntington coloca ao fechar...

Sou crítico com Washington porque incluiu a Europa no seu espaço geopolítico

Da actual crise mundial há que valorar consequências mais além das meramente financeiras. A energia, a geo-estratégia e a geopolítica devem ser tomadas como um desafio de futuro. Tiberio Graziani, director da revista Eurasia, fala-nos do papel da Europa e da Rússia nas relações internacionais, numa entrevista para o canal televisivo Russia Today.

CRISE UCRANIANA: CENÁRIOS POSSÍVEIS A VERIFICAR-SE NO DAY AFTER 16 MARÇO

ROMA – Em face ao referendum de 16 de Março, que poderá ditar a secessão da Crimeia da Ucrânia e integrar-se na Rússia, sugiro-vos...

Os reaccionários coloridos

Entrevista de Davide D’Amario efectuada a Claudio Mutti, “Rinascita”, 15 de Janeiro de 2010. "Professor Mutti, tem-se interessado pelo desenvolvimento da Revolução islâmica no Irão desde que, há trinta anos, publicou alguns escritos do Imã Khomeini nas Edizioni all’insegna del Veltro. Actualmente acompanha o desenrolar da política iraniana por intermédio do observatório da revista de estudos geopolíticos “Eurásia”, da qual é redactor. Que lugar ocupa o Irão actualmente no contexto geopolítico?" ...
Curabitur massa Donec mi, eleifend dapibus tempus lectus eget diam Sed
0

Your Cart